Adolfo Molina

Adolfo Molina

Tentativa barata e mal sucedida de jornalismo e crítica de cinema.

Favorite films

  • Stalker
  • Apocalypse Now
  • Breathless
  • Twenty Years Later

Recent activity

All
  • Wheel of Fortune and Fantasy

    ★★★★

  • Killed the Family and Went to the Movies

    ★★★★★

  • Zeros and Ones

    ★★★★½

  • Last Night in Soho

    ★★★½

Recent reviews

More
  • Wheel of Fortune and Fantasy

    Wheel of Fortune and Fantasy

    ★★★★

    Movimentar-se no tempo, enquanto este não curou as rachaduras sentimentais, é uma tarefa hercúlea. Essa sensação de que a cada segundo precisamos atribuir significados nas vidas de outras pessoas, sejam elas quem encontramos em transportes públicos ou quem tivemos relacionamentos juvenis, é um via-crúcis que pode ser carregada de remorso, culpa e aprisionamento de pulsões. Para Ryusuke Hamaguchi, o tempo retém o limiar sexual.

    Ainda mais em uma sociedade onde há uma secular repressão libidinosa, onde o sexo é um…

  • Killed the Family and Went to the Movies

    Killed the Family and Went to the Movies

    ★★★★★

    Assim como Sganzerla, este longa-metragem de Bressane acirra esse radicalismo cinematográfico brasileiro, tanto em seu corpo estético quanto em sua disposição ideológica.

    As crônicas mergulhadas em crime apresentam esse subúrbio decadente e caótico, fruto da desilusão do ser-comum brasileiro; a desilusão e a inércia são mantenedores da vivência. Porém, Bressane viabiliza os dois únicos sentimentos possíveis que resultam desse amalgamo social: o cinismo no humor ou a violência no tédio.

    Fundamental obra para entender a ruptura estética, narrativa e ideológica…

Popular reviews

More
  • Nomadland

    Nomadland

    ★★★½

    Eu juro que toda vez que as mesmas melodias de piano entravam, eu era jogado para fora do poder de reflexão do filme. Como se a montagem, com a mescla das paisagens áridas do cinema diligente e a ocupação de Frances McDormand nestas, não conseguisse exercer a função narrativa.

    Nomadland dialoga com os terrenos que são apresentados em cena. Uma pequena cidade do interior colapsada economicamente pós crise de 2008 aniquila uma comunidade e sua identidade de casa; Fern, envolvida…

  • Buried In The Backyard

    Buried In The Backyard

    ★★★★½

    Bicho, Michael Mann trouxe pro digital as melhores formas de apresentar a tensão, a violência estática e o controle da imagem como manifestação de poder de suas personagens; tudo isso está em 14 minutos de Plano e Contraplano em eixo giratório pra afirmar a relação de poder pela arma; as cores berrantes no cru tratamento de imagens, os zooms manuais em câmeras de mão.

    O sintético e a trilha do desenvolvimento, da busca incessante que não parece haver fim, nenhum estímulo de paz. Jesus no letreiro verde neon rasgando o breu do céu noturno, só anuncia que a paz está em poucos.