Miss Americana ★★★★

Esse documentário é como um presente pessoal. Eu me lembro de quanto tinha 10 anos de idade e não existia computador na minha casa, e meu pai costumava me dar 2 reais todo sábado para ir até a Lan House mais próxima. Eu passava a maior parte do tempo assistindo vídeos no YouTube e um dia encontrei um intitulado como “Teardrops on my guitar”, e Eu fiquei simplesmente fascinada pela aquela loirinha de cabelos cacheados.

Ouvi todas as suas músicas que pude encontrar, e ao contrário da maioria das coisas que aconteceram na minha vida, não foi uma fase. 

Agora eu tenho 22 e Eu sinto o mesmo frio na barriga e animação toda vez que escuto uma música nova da Taylor pela primeira vez. E mesmo não me identificando com a maior parte delas, eu consigo sentir todas. Porque eu sei o quão real e pura elas são. Escutar qualquer um dos álbuns da Taylor faz com que eu me sinta uma amiga pessoal dela, e a forma como ela é antes de tudo uma contadora de histórias é o que a torna única. 

E é exatamente assim que soa esse documentário como uma de suas músicas mais pessoais, onde mesmo que ela deixe ver apenas até um determinado lugar, conseguimos imaginar o que está no restante. 
Taylor Swift é uma mulher talentosa de 30 anos de idade que merece chegar onde chegou. Ela está de longe de ser perfeita, e sabe disso e é isto que deixam as coisas ainda mais fantásticas. 

Taylor, I had the time of MY LIFE fighting dragons with you!

Brendha liked this review