The Two Popes

The Two Popes ★★★

Todas as cenas em que Jonathan Pryce e Anthony Hopkins contracenam em “Dois Papas” são bem especiais. A dinâmica entre os dois é excelente e os diálogos jogam as interpretações pra cima. É um duelo de dois grandes atores que consegue humanizar as figuras em que se inspiram (sendo dessantificando ou desdemonizando seus estereótipos). A questão é quando o filme foge à dupla. Aí Fernando Meirelles recorre a um esquema tradicional em que o filme biográfico se sobrepõe ao filme de encontro e os flashbacks poluem o que o longa tem de mais fresco. Seria muito mais interessante se fosse apenas um filme de diálogo, sem esses elementos narrativos que maculam a proposta inicial e engessam o projeto com compromissos históricos. Malditas sejam as “imagens reais”.