Favorite films

  • 2001: A Space Odyssey
  • Embrace of the Serpent
  • Ran
  • The Sacrifice

Recent activity

All
  • They Live

    ★★★★

  • Mercy

    ★★★★½

  • The Enigma of Kaspar Hauser

    ★★★★★

  • The Gleaners and I

    ★★★★★

Recent reviews

More
  • They Live

    They Live

    ★★★★

    Vi Eles Vivem com olhos de 2021.
    Estranho como tanta coisa envelheceu.
    Aquela enorme cena de briga, aquele monte de armas, tiros, justiçamento...
    Mas calma, não é uma crítica anacrônica.
    Minha mente, de criança oitentista, lembra bem que tudo isso era regra em 1988.
    O olhar de 2021 não torna isso ruim, apenas cômico, como os mullets do protagonista.

    Por outro lado, parece que muita coisa se atualizou. A crítica social ganhou mais sentido três décadas depois.

    A cara de…

  • Mercy

    Mercy

    ★★★★½

    Antes de qualquer coisa, todas as palmas do mundo para Fernanda Montenegro e Irandhir Santos. Que atores incríveis!
    Cauã Reymond com um papel denso, emotivo, frágil e Matheus Nachtergaele, embora em um personagem mais caricato, completam o altíssimo nível da encenação.

    ...

    Sobre o filme, Cláudio Assis reforça uma temática em alta no cinema nacional, impulsionada pelo próprio cinema pernambucano (exemplo em Aquarius e Bacurau), que é sempre pertinente: o poderoso "moderno" que vai engolindo o tradicional.
    E claro, o…

Popular reviews

More
  • The Sacrifice

    The Sacrifice

    ★★★★★

    Chorei, mas não sei exatamente pelo quê.
    É o poder de Andrei Tarkovsky. E é difícil escrever objetivamente sobre.

    O sacrifício é enigmático, tal qual A Adoração dos Magos. E sinistro também.
    É profundo, erudito e emotivo tal qual Bach.
    A apresentação do filme, com os créditos iniciais, já é um prelúdio emocional perfeito.

    A última obra do diretor é, assim como as anteriores, uma viagem lírica. Uma transcendência pelo íntimo através de poesia visual e sonora. Cada sequência, cada…

  • I Travel Because I Have to, I Come Back Because I Love You

    I Travel Because I Have to, I Come Back Because I Love You

    ★★★★★

    É fantástico como Karim e Marcelo compõem o retalho de cenas soltas, momentos aleatórios, com uma pegada forte de cinema-verité, em abordagens e entrevistas que dissecam algo pungente da realidade de um dos nossos tantos Brasis profundos. Mas que ao mesmo tempo, pela lógica de elipses da montagem e pela estilização experimentalista da fotografia (desarmônica e sem nitidez, causando um deslocamento em relação ao tempo) dá a esse naturalismo um tom de delírio.


    De fato, temos a perspectiva em muitos…