La Notte

La Notte ★★★½

O ponto de partida de "A Noite" é a morte iminente de um personagem. Mas a tal vida ceifada não tem relação direta com o que vem a seguir, mas é nessa linha tênue que o filme segue.

Como tudo tem um fim, na segunda parte da trilogia da incomunicabilidade, Antonioni revisita as dificuldades de se estar em um relacionamento. 
Saímos de um leito de hospital da cena inicial e seguimos um casal, Marcello Mastroianni e Jeanne Moreau, por uma longa noite numa festa de abastados da elite italiana.

Como sabido, mesmo lá em 1961, uma festa burguesa é regada por bebidas e comidas caras, pessoas fúteis e muita tergiversação. 

Nessa noite o casal de protagonistas vão por à prova o casamento, total ruptura ou possível conciliação? Como nada é simples para Antonioni, cabe a nós espectadores, decidir qual rumo a conversa final no jardim dará a vida dos dois.