Leonardo

Gosto de falar sobre filmes.
Tudo aqui é subjetivo.

Favorite films

Recent activity

All

Recent reviews

More
  • Beach Rats

    Beach Rats

    ★★★½

    No começo do filme, quando estão no parque observando os fogos de artifícios, a garota - não lembro o nome - pergunta pro Frankie qual a ideia de romance para ele. Ele não responde.
    Na cena final - que na primeira vez que assisti não entendi muito bem - Frankie está no parque, observando os fogos de artifícios, ele também esta um pouco desnorteado. A ligação dessas duas cenas acho que explica o final, onde ele entendeu qual era a ideia de romance para ele, que seria algo ruim - levando em consideração como ele estava no final do filme.
    Enfim talvez faça sentido talvez não.

  • Babenco: Tell Me When I Die

    Babenco: Tell Me When I Die

    “Era como se está filmando, fosse estar vivendo um dia a mais.”

    Não conseguiria encontrar somente uma palavra para descrever este filme.
    Um turbilhão de sensações entre cada corte de cena, entre cada diálogo.
    Um final interessante.
    A parte em que Hector narra o sonho que teve no aeroporto, talvez uma das mais tocantes na minha opinião.

Popular reviews

More
  • Boyhood

    Boyhood

    ★★★★★

    Boyhood é único.

    É incrível ver como os personagens evoluem como o passar do tempo. Boyhood é literalmente, como o próprio filme diz, da infância à juventude.

    Ver tudo que acontece na vida de Mason, Samantha, e de todos os outros personagens enquanto eles crescem é simplesmente extraordinário.

    Em algumas cenas, Mason era tachado como alguém estranho, pelas coisas que ele falava ou pensava, sempre diferente da maioria das pessoas.
    É interessante, o mundo costuma achar estranho quem pensa muito fora…

  • The Forty-Year-Old Version

    The Forty-Year-Old Version

    ★★★★★

    Eu não esperava gostar tanto desse filme.

    The Forty-Year-Old Version não se deixa acumular pelo tema principal. (Radha se interessar em fazer hip-hop) O filme consegue falar sobre isso muito bem, mas sem colocá-lo como o foco da história, dando espaço pra varias outras coisas.

    Eu gostei do modo como Rhada decidiu começar a fazer hip-hop. Como se fosse um sinal de sua mãe já falecida.

    Eu gostei da fotografia desse filme (o fato dele ser em preto e branco…