• Beach Rats

    Beach Rats

    ★★★½

    No começo do filme, quando estão no parque observando os fogos de artifícios, a garota - não lembro o nome - pergunta pro Frankie qual a ideia de romance para ele. Ele não responde.
    Na cena final - que na primeira vez que assisti não entendi muito bem - Frankie está no parque, observando os fogos de artifícios, ele também esta um pouco desnorteado. A ligação dessas duas cenas acho que explica o final, onde ele entendeu qual era a ideia de romance para ele, que seria algo ruim - levando em consideração como ele estava no final do filme.
    Enfim talvez faça sentido talvez não.

  • Babenco: Tell Me When I Die

    Babenco: Tell Me When I Die

    “Era como se está filmando, fosse estar vivendo um dia a mais.”

    Não conseguiria encontrar somente uma palavra para descrever este filme.
    Um turbilhão de sensações entre cada corte de cena, entre cada diálogo.
    Um final interessante.
    A parte em que Hector narra o sonho que teve no aeroporto, talvez uma das mais tocantes na minha opinião.

  • Alice in the Cities

    Alice in the Cities

    ★★★★½

    Esse aqui vai pra lista de 2021 porque a de 2020 eu já fechei.

  • Tenet

    Tenet

    ★★★★

    O que poderia ter sido e o que não foi, nunca saberemos. O que sabemos é o que aconteceu. As consequências que fizeram acontecer desse modo, isso também nunca saberemos.

  • Ammonite

    Ammonite

    ★★★½

    Se tem uma coisa que eu amei em Ammonite são todas aquelas cenas com um enquadro perfeito. O fato de ter várias cenas focando em detalhes minuciosos, foi o que eu mais gostei.

    Tem duas coisas que me incomodaram.
    Uma, o fato da história não ser bem contada,eu não consegui ver uma conexão entre as cenas. O modo como a relação entre Charlotte e Mary se encaminha por exemplo, tudo acontece de forma repentina, sem emoção.
    Esse é o segundo ponto.…

  • Mank

    Mank

    ★★★★

    Se alguém me dissesse que este filme foi gravado nos anos 40 eu acreditaria. Muito bom, mas acho que não leva o Oscar de melhor filme.

  • Swallow

    Swallow

    ★★★★

    Swallow é aquele tipo de filme que, depois de assisti-lo, é interessante ler revisões explicativas sobre para entendê-lo melhor.

    O fato de Hunter engolir objetos, não é necessariamente, um problema mental ou algo assim. (Pelo menos não foi o que longa quis dizer) Ao fazer isso, Hunter se mostrava estar no controle de seu próprio corpo, (ela diz isso em uma sessão com a psicóloga) e o filme gira basicamente através disso, mesmo sendo um thriller que certas cenas são…

  • Nimic

    Nimic

    ★★½

    4min 15s pra cozinhar um ovo? Que mentira.

  • Germany Year Zero

    Germany Year Zero

    ★★★★

    Uma visão da Alemanha pós-Segunda Guerra.

    Que final foi aquele?! Totalmente inesperado e surpreendente! Era perceptível a culpa que Edmund sentia por ter feito o que fez, mas eu não esperava que ele acabasse como acabou. 

    Um filme espetacular, de uma época devastadora.

  • Blue Boy

    Blue Boy

    É interessante como cada história se diverge. 
    Não diria que é um documentário forte, mas íntimo. Eles contam histórias pessoais, acontecimentos, momentos da vida deles.
    O olhar sim é forte, talvez transmita mais do que o própria história que cada um contou.

    É interessante prestar atenção nos olhares de cada um, enquanto eles escutam a gravação.

  • Over the Moon

    Over the Moon

    ★★½

    “Over The Moon” é aquele tipo de animação pra criança, só pra criança mesmo.

  • The Trial of the Chicago 7

    The Trial of the Chicago 7

    ★★★★

    Quando o povo se cansar do direito constitucional de modificar o governo, ele deve exercer o direito revolucionário de desmembrar e derrubar esse governo.

    O mundo inteiro está assistindo.