• Smash and Grab

    Smash and Grab

    ★★★★

    Em sua obra de futurismo, "Quatro Futuros", Peter Frase imagina -ademais de outros três - um futuro onde o trabalho humano foi superado, porém a escassez de recursos, consequência da crise climática, não. Além disso neste futuro as classes sociais não foram abolidas, desta forma realizando profeticamente o que Rosa Luxemburgo disse: "ou a sociedade entra em transição para o socialismo, ou regride para a barbárie". A este futuro o autor deu o nome de Exterminismo.
    Me lembrei desta sociedade…

  • White Eye

    White Eye

    ★★★½

    Quem ama plano sequências pode assistir sem pensar duas vezes. Haja ensaio!
    O curta é excelente, sobretudo na parte técnica, mas confesso que me decepcionei com a falta de profundidade do enredo. Digo isso porque assisti ao curta inteiro achando que estava vendo uma alegoria ao apartheid imposto pelo estado de Israel. Posteriormente, lendo entrevistas do autor, não achei nenhuma menção a nada que não vemos na superfície. Não que o argumento por si só não seja bom, mas viajei nos signos que não existiam. Expectativa é tudo.

  • The Boss: Anatomy of a Crime

    The Boss: Anatomy of a Crime

    ★★★

    A indústria da carne mata!
    Na pandemia de coronavírus isso não foi diferente .
    Ainda que tenha estreado 6 anos antes, o cenário desta história, um açougue, não é nenhuma coincidência.

    O protagonista do filme, um empregado, é explorado até o máximo possível, assim como os animais cujas carnes vende. Não dá para falar de veganismo sem falar de fim do capitalismo. E não dá para falar de fim da exploração sem libertação animal.

    O filme não é lá muito…

  • Osvaldão

    Osvaldão

    ★★★½

    Osvaldão juntamente ao, também disponível na Amazon Prime, Soldados do Araguaia compõe o imaginário de um dos episódios mais simbólicos da ditadura militar brasileira, a Guerrilha do Araguaia. É essencial que a esquerda nacional siga contando estas histórias, dos perdedores deste período, de alguma forma desafiando o silêncio e a omissão dos vencedores.

    A decisão do roteiro de se guiar somente por cartas e relatos de amigos e familiares reforça o caráter mitológico, quase que folclórico, de uma das figuras…

  • The Wolf of Snow Hollow

    The Wolf of Snow Hollow

    ★★★½

    Thunder Road é um dos meus filmes recentes favoritos. Lembro que fui assisti-lo despretensiosamente e me surpreendi com uma trama bem construída sobre masculinidade e luto. Me surpreendi mais ainda com Jim Cummings, que tem neste uma atuação impecável e uma direção bem madura também.
    Com toda essa expectativa criada estava pronto para me decepcionar (rs) no longa subsequente do ator/diretor/roteirista. E nas primeiras cenas, vendo a sofrível atuação do American Vandal Jimmy Tatro, eu tive certeza de que iria…

  • Spring Breakers

    Spring Breakers

    Eu até diria que Spring Breakers envelheceu mal, mas não é o caso. Ainda que eu tenha assistido ao filme quase 9 anos depois de sua estreia e as pautas antirracistas estejam em voga neste final de 2020 e começo de 2021, não é anacronismo dizer que este filme tem sérios problemas e não deveria ser encarado como mais do que é: Fraco, machista e racista.
    A questão existencial do jovem contemporâneo do capitalismo tardio em um país desenvolvido está…

  • Shithouse

    Shithouse

    ★★★★

    A geração que cresceu assistindo às comédias românticas "indies" e teve toda sua cota de Manic Pixie Dream Girl, de Summer a Ramona Flowers, entrega o que, pra mim, é um dos melhores filmes recentes do gênero.
    Alex não é o galanteador do discurso perfeito, com tiradas que arrancam um sorrisinho de canto da boca de sua pretendente, não. Alex é machista, prepotente, persegue, mas também chora, é gentil, honesto e tem muito medo quando se vê sozinho em uma…